Recipac
Associação Nacional de Recuperação e Reciclagem de Papel e Cartão

FAQ

  1. Que vantagens têm as autarquias/sistemas ao aderirem à SPV?
  2. A SPV retoma todos os materiais de papel e cartão recolhidos pela autarquia?
  3. A quem cabe a tarefa de recolher os resíduos de papel e cartão?
  4. O que é a RECIPAC?
  5. Quais os objectivos da RECIPAC?
  6. Quem recolhe os resíduos de papel e cartão que são depositados selectivamente nos contentores?
  7. O que acontece às embalagens/materiais de papel e cartão depois de recolhidas?
  8. Onde se reciclam os resíduos de papel e cartão?
  9. O que posso fazer para contribuir, enquanto consumidor?
  10. A distribuição pode comercializar produtos em qualquer tipo de embalagem de papel e cartão?
  11. A distribuição é responsável pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens de papel e cartão?
  12. Pode o distribuidor transferir essa responsabilidade de gestão de resíduos de embalagens?
  13. O que é um embalador?
  14. Quem são os responsáveis pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens de papel e cartão?
  15. Enquanto embalador, sendo responsável pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens, como fazer para agir correctamente?
  16. Todas as embalagens de papel e cartão são abrangidas pelo Sistema que a RECIPAC integra?
  17. Qual a vantagem de aderir a este sistema de gestão enquanto produtor de embalagens de papel e cartão, ou seja, em última análise, de resíduos de papel e cartão?

1. Que vantagens têm as autarquias/sistemas ao aderirem à SPV?

As autarquias/sistemas aderentes beneficiam de um valor de contrapartida, relativo à fracção de embalagens recolhida selectivamente. Este valor representa o custo acrescido da recolha selectiva face à recolha indiferenciada. A SPV garante, através das várias fileiras – no caso do papel e cartão, essa fileira é a RECIPAC- a retoma e reciclagem dos materiais recolhidos pelas autarquias/sistemas, desde que conformes com as especificações técnicas.

A SPV assegura ainda o co-financiamento dos custos inerentes à sensibilização das populações para a deposição selectiva.

voltar ao topo


2. A SPV retoma todos os materiais de papel e cartão recolhidos pela autarquia?

A SPV encontra-se apenas licenciada para gerir resíduos de embalagens urbanas ou equiparadas. Contudo, a RECIPAC garante a retoma e reciclagem de todos os resíduos de papel e cartão, sejam eles originários ou não em embalagens. Apesar da SPV garantir a retoma de todo o material, o valor de contrapartida reflecte apenas a fracção relativa às embalagens, sendo a parte restante paga pelo retomador (depois de eleito segundo concurso).

voltar ao topo


3. A quem cabe a tarefa de recolher os resíduos de papel e cartão?

As autarquias/sistemas são as responsáveis pela recolha selectiva dos resíduos de papel e cartão. No entanto, as autarquias/sistemas podem concessionar essa tarefa a outra entidade devidamente capacitada para o efeito.

voltar ao topo


4. O que é a RECIPAC?

É uma associação que faz parte do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens e que visa valorizar e reciclar os resíduos de papel e cartão, contribuindo para a diminuição do volume de resíduos a enviar para aterro e para a preservação dos recursos naturais.

voltar ao topo


5. Quais os objectivos da RECIPAC?

Contribuir de forma activa para o cumprimento das metas comunitárias referentes às metas de valorização e reciclagem de resíduos de embalagens de papel e cartão.

voltar ao topo


6. Quem recolhe os resíduos de papel e cartão que são depositados selectivamente nos contentores?

Este trabalho de recolha selectiva cabe às Autarquias ou a empresas concessionadas para o efeito.

voltar ao topo


7. O que acontece às embalagens/materiais de papel e cartão depois de recolhidas?

Estas embalagens e demais materiais são encaminhados para a respectiva fileira – RECIPAC – que através dos seus Retomadores Pré-Qualificados procede à triagem dos mesmos, de acordo com os diferentes tipos de papel/cartão existentes. Posteriormente, os resíduos de embalagem e outros materiais de papel e cartão são encaminhados para a indústria recicladora.

voltar ao topo


8. Onde se reciclam os resíduos de papel e cartão?

Nas indústrias recicladoras, que são empresas transformadoras de matérias-primas. No nosso país existem várias unidades industriais com capacidade para receber diferentes tipos de papel e cartão e produzir novos produtos, de acordo com o tipo de material recuperado.

voltar ao topo


9. O que posso fazer para contribuir, enquanto consumidor?

Para que o Sistema Ponto Verde funcione é essencial o seu contributo. O processo de reciclagem começa em casa com a separação selectiva. Para contribuir, siga as indicações dadas pela sua autarquia no que diz respeito à correcta separação dos resíduos (isto é, sobre o que deve depositar ou não no contentor, os cuidados a ter na separação e deposição do resíduos, etc).

voltar ao topo


10. A distribuição pode comercializar produtos em qualquer tipo de embalagem de papel e cartão?

A distribuição apenas pode comercializar produtos em que as embalagens de papel e cartão respeitem a legislação sobre resíduos de embalagens.

voltar ao topo


11. A distribuição é responsável pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens de papel e cartão?

A distribuição é responsável pela gestão e destino final das embalagens e resíduos de embalagens de marca própria e/ou de insígnia, bem como dos produtos que importe.

voltar ao topo


12. Pode o distribuidor transferir essa responsabilidade de gestão de resíduos de embalagens?

Pode, mediante um contrato com os fornecedores de marca própria ou de insígnia, passando estes a serem os responsáveis pela gestão dos resíduos de embalagens.

voltar ao topo


13. O que é um embalador?

É o operador que embala ou manda embalar os seus produtos e que é responsável pela sua colocação no mercado.

voltar ao topo


14. Quem são os responsáveis pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens de papel e cartão?

O responsável é o operador económico que factura pela colocação do produto no mercado.

voltar ao topo


15. Enquanto embalador, sendo responsável pela gestão das embalagens e resíduos de embalagens, como fazer para agir correctamente?

Cada operador económico pode criar o seu próprio sistema de gestão de resíduos, tendo no entanto, que estar devidamente licenciado para o efeito (pelo Ministério do Ambiente, por via da Agência Portuguesa do Ambiente). O operador económico pode, por outro lado, optar por transferir a sua responsabilidade nesta matéria, aderindo à Sociedade Ponto Verde. Esta, em cooperação com as várias fileiras, nomeadamente a RECIPAC para o papel e cartão, ocupa-se da gestão dos resíduos produzidos.

voltar ao topo


16. Todas as embalagens de papel e cartão são abrangidas pelo Sistema que a RECIPAC integra?

São abrangidas pelo sistema as embalagens não reutilizáveis destinadas ao uso urbano ou equiparado, industriais, agrícolas e de serviço.

voltar ao topo


17. Qual a vantagem de aderir a este sistema de gestão enquanto produtor de embalagens de papel e cartão, ou seja, em última análise, de resíduos de papel e cartão?

De acordo com a legislação vigente, é responsabilidade do embalador garantir um destino final adequado aos seus resíduos. No entanto, este pode transferir a sua responsabilidade para uma entidade licenciada: a SPV, que em parceria com a RECIPAC assegura a retoma e valorização dos resíduos de papel e cartão. A gestão destes resíduos não deve ser encarada como o simples cumprimento da lei, mas sim como uma atitude de respeito pelo Ambiente que inevitavelmente se traduz numa melhoria da qualidade de vida para todos.

voltar ao topo